Sacola Biodegradável é o 1º produto com a tecnologia Eco-One
Em entrevista ao Jornal Meio Ambiente, Flávio Rodrigues, diretor da Bioecológico e representante da Tiv Plásticos Eco-one, fala a respeito das qualidades dos seus produtos

JMA
- Qual o maior diferencial da Sacola Biodegradável da Bioecológico?

Flávio Rodrigues - Nossa constante procura por tecnologias alternativas e de menor impacto ambiental para o setor de plásticos fez com que alcançássemos grande conhecimento junto ao segmento e com certeza chegamos ao que há mais atual e de grandes possibilidades de transformação no momento denominado Eco-One. Foi então que em 2010 Bioecológico lançou a Sacola Legal, primeiro produto a receber a tecnologia Eco-One no Brasil onde passaríamos a oferecer aos nossos clientes produtos realmente biodegradáveis sob padrões reais de descarte de nosso país e de que ainda manteríamos os mesmos totalmente recicláveis assim poupando recursos
 
aspectos e de seus benefícios reais ao Meio Ambiente, podemos destacar os seguintes:  

1- O composto é orgânico.

2-
Os plásticos realmente sofrem ação de microorganismo em ambiente anaeróbios comprovados pelos métodos ASTM D5511 e ISO 15985:2004.

3-
Os materiais são biodegradáveis em ambientes anaeróbios, ou seja, na ausência de oxigênio onde a maioria de outras tecnologias não é eficaz.

4- Não ter necessidade de mudanças ou de investimentos em sua linha de produção, pois se trata apenas de uma adição.
JMAAA - Qual o maior diferencial da Sacola Biodegradável da Bioecológico?

Flávio Rodrigues - Nossa constante procura por tecnologias alternativas e de menor impacto ambiental para o setor de plásticos fez com que alcançássemos grande conhecimento junto ao segmento e com certeza chegamos ao que há mais atual e de grandes possibilidades de transformação no momento denominado Eco-One.

Foi então que em 2010 a Bioecológico lançou a Sacola Legal, primeiro produto a receber a tecnologia Eco-One no Brasil onde passaríamos a oferecer aos nossos clientes produtos realmente biodegradáveis sob padrões reais de descarte de nosso país e de que ainda manteríamos os mesmos totalmente recicláveis assim poupando recursos.

Sabemos dos grandes desafios e obstáculos que teremos que enfrentar para informar, esclarecer a grande polêmica que se formou com o termo biodegradável mundo a fora, mas não temos dúvidas que o Eco-One é realmente a melhor opção para reduções de impactos para o setor do plástico mundial.

Entendemos que boa parte dos materiais plásticos quando não reciclados acabam em um aterro  sanitário e para atender normas de compostagem não estaríamos dentro da nossa realidade.
Gostaríamos também de agradecer pelo espaço concedido, pois é de grande importância poder divulgar e poder esclarecer a tecnologia Eco-One para toda a indústria e assim permitir que novas ações e práticas menos agressivas ao Meio Ambiente sejam analisadas.

 JMA - O que é a tecnologia Eco-One?

Flávio Rodrigues - Eco-One é um composto orgânico fabricado e comercializado mundialmente pela empresa americana EcoLogic-llc e distribuído no Brasil pela Tiv Plásticos. Este composto quando tornam biodegradáveis por ação de bactérias de preferência em ambientes descartáveis tais como os aterros sanitários ou ambientes anaeróbios, ou seja, ambientes desprovidos de oxigênio.

Este composto pode revolucionar a indústria do plástico no cenário mundial, pois algumas tecnologias existentes não possibilitam a ação direta de microorganismos em produtos poliolefínicos e assim não comprovando a biodegradabilidade dos materiais.

Eco-One além de oferecer esta possibilidade  Eco-One além de oferecer esta possibilidade faz com que os plásticos com características hidrofóbicas de grande resistência a água e ar se transformem em cadeias hidrofílicas “mais receptíveis a água”.
Suas certificações estão voltadas a ASTM D5511 e ISO15985:2004 Biodegradação anaeróbia:


Degradação causada por atividade biológica de ocorrência natural, por ação enzimática, em ausência de oxigênio ou em ambiente com baixa disponibilidade de oxigênio,
causando uma mudança na estrutura química do material, produzindo principalmente causando uma mudança na estrutura química do material, produzindo principalmente biogás, matéria orgânica estabilizada e dióxido de carbono.


JMA - Ele pode ser adicionado em qualquer produto plástico?


 Flávio Rodrigues - Esta nova possibilidade de biodegradação pode atender a maioria dos polímeros tais como: PE (HDPE – LLDPE - LDPE e “BLENDS” DE LDPE). EVA – ABS - PVC. Borracha Natural. PP (inclui filme de BOPP). PS (não para PS expandido). Nylon - PC - PET


JMA - Quais são os maiores benefícios?


Flávio Rodrigues
- Como a grande preocupação era em adotar um produto visualizando todos os seus

5- Os materiais transformados não sofrem mudanças e suas características são mantidas quando estocados, pois este não é um ambiente favorável para sua degradação.

6- Os materiais continuam totalmente recicláveis e não contaminam o ciclo dos 3Rs.

7- Ensaio biológico de toxicidade sob normativa Standard Methods (1975, CETESB,1991) Bioensaio da Toxicidade aguda em teste Daphnia similis UNESP Rio Claro.

8- Plásticos que usam Eco-One em sua formulação passam à ser fontes de energia em aterros sanitários possibilitando assim a captura do Biogás.

9- Pode ser adicionado na maioria dos plásticos.

10- Melhor custo benefício para o setor. Não temos dúvidas com relação às garantias do Eco- One e que as possibilidades de produção de materiais plásticos em biodegradáveis hoje é uma realidade para todos sem que seja investido muito tempo para sua implantação, os grandes diferenciais de sucesso para esta nova possibilidade de biodegradação ficará por conta de empresas que atuarem melhor junto aos seus setores de sustentabilidade, marketing e lógico para seus clientes já fidelizados.
 
 


Scala Web Agencia Digital
 
Rodapé Sacola Biodegravael